Início Notícias Embraer entrega 9 jatos comerciais no 1º trimestre de 2021

Embraer entrega 9 jatos comerciais no 1º trimestre de 2021

Foto: Embraer

A Embraer entregou um total de 22 jatos no primeiro trimestre de 2021, sendo nove comerciais e 13 executivos (10 leves e três grandes) no 1º trimestre de 2021.

Em 31 de março de 2021, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava USD 14,2 bilhões.

Foram entregues 2 Embraer 175, 2 Embraer 190-E2 e 5 Embraer 195-E2.

A KLM Cityhopper, subsidiária regional da KLM Royal Dutch Airlines, recebeu seu primeiro jato E195-E2, por meio da empresa ICBC Aviation Leasing, elevando para 50 o número total de jatos da Embraer operando na frota KLM Cityhopper.

No mesmo período, a Air Peace, a maior companhia aérea da Nigéria e do Oeste da África, recebeu seu primeiro jato E195-E2. A Air Peace se tornou assim a primeira cliente de E2 na África, sendo também e empresa lançadora global do design inovador premium de assentos escalonados da Embraer.

Ilan Arbetman, da Analista de Research da Ativa Investimentos, destaca:

I) superior ao entregue no 1º Trimestre de 2020, quando a companhia 5 aeronaves comerciais e 9 executivas;
II) parelhos ao número do 1º Trimestre de 2019, quando foram entregues 11 aeronaves comerciais e 11 executivas;
iii) qualitativamente superior aos dois períodos antecedentes quanto a aviação comercial, uma vez que a companhia conseguiu entregar um número maior de aeronaves de nova geração (7vs. 2 vs. 1);
iv) indicativo positivo sobre trabalho feito pela companhia para acelerar as entregas no 1º Trimestre de 2021.

Acreditamos que o backlog ainda apresente um considerável hiato frente aos trimestres anteriores. Ao reportar uma carteira firme de pedidos de U$D 14,2, Embraer mostra números 11,3% inferiores à 2019 e 10,7% menor vs. 2º Trimestre de 2020, o que também pode ser comprovado através do número de aeronaves a ser entregue, que está em 272 vs. 318 no 1º Trimestre de 2020 e 359 no 1º Trimestre de 2019.

Em suma, os números evidenciam que a companhia segue com o árduo trabalho comercial para costurar novos contratos e suprir a defasagem quantitativa que seu relatório demonstra. Mantemos nossa recomendação neutra às ações da companhia, enxergando um quadro comercial de dificuldades para a celebração de novos contratos, sobretudo na aviação comercial, para a companhia no médio prazo.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

error: Conteúdo Protegido !!
Sair da versão mobile