Início Notícias Latam aumenta sua operação e encerra 2020 com liquidez de US$ 3...

Latam aumenta sua operação e encerra 2020 com liquidez de US$ 3 Bilhões

O Grupo Latam Airlines fechou o exercício de 2020 com US$ 3 bilhões de liquidez disponível (US$ 1,7 bilhão em dinheiro disponível, além de US$ 1,3 bilhão on-line de financiamento de DIP comprometido), em um ano marcado por restrições de viagem e pela forte contração na demanda de passageiros devido ao COVID-19.

Para enfrentar a pandemia, o grupo lançou uma grande política de corte de custos, reduzindo-as em 38,1% durante o ano em relação a 2019.

“2020 foi o ano mais desafiador da história para a indústria da aviação e para a Latam. Embora a crise do COVID-19 tenha tido efeitos profundos sobre o grupo e suas operações, e continuará a tê-las por um tempo, este contexto nos permitiu tomar decisões de reforma. Emergiremos como uma empresa mais próxima, simples, ágil e mais eficiente. Não temos dúvidas de que, quando a crise passar, a Latam vai operar como um grupo fortalecido”, disse Roberto Alvo, CEO do Grupo Latam Airlines.

No último trimestre do ano, a receita total foi de US$ 897,5 milhões, queda de 68,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Essa queda foi parcialmente compensada por um aumento de 26,7% na receita de carga, em resposta à forte demanda por esse tipo de serviço durante a pandemia. Os custos operacionais, por outro lado, caíram 44,5% no quarto trimestre do ano, explicados pela menor operação de passageiros e pelos esforços do grupo para reduzir seus custos fixos. O grupo encerrou o trimestre com perdas de US$ 962,5 milhões.

2020 foi marcado por vários marcos relevantes. O Grupo Latam Airlines e suas subsidiárias no Chile, Peru, Colômbia, Equador, Estados Unidos e Brasil saudaram o processo de reorganização voluntária no capítulo 11. A Latam está trabalhando em seu plano de reorganização.

No final do ano, a Latam lançou a unidade de e-business, uma nova experiência digital mais simples e amigável para clientes no Equador, Colômbia, Chile e recentemente no Brasil, permitindo que o passageiro tenha o controle de seu itinerário em todos os momentos.

No ano passado, as maiores taxas de satisfação de nossos clientes foram alcançadas, através da medição net promoter score (NPS) desde sua implementação em 2008. Os passageiros valorizaram o serviço a bordo durante a viagem, as medidas de segurança tomadas desde o início da pandemia e a excelente pontualidade dos voos.

Por meio do programa Plano Solidário, o grupo conseguiu manter a América do Sul conectada ao mundo em um contexto pandêmico. Até agora, mais de mil toneladas de suprimentos médicos foram transportadas beneficiando Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru. Mais de 1.100 órgãos e tecidos foram mobilizados na América do Sul e as células-tronco foram movidas para oito pessoas com câncer no sangue, que puderam receber uma segunda chance de vida. Ao mesmo tempo, mais de 900 profissionais de saúde foram apoiados por diferentes necessidades relacionadas ao Covid-19. No final do ano, a Latam iniciou a transferência de milhares de vacinas para a América do Sul e a distribuição gratuita de mais de 13 milhões de doses nos mercados nacional do Brasil, Chile, Equador e Peru.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

error: Conteúdo Protegido !!
Sair da versão mobile