A Boeing deu início a montagem final do milésimo avião Boeing 767. Os trabalhadores celebram este importante marco na fábrica de Everett, em Washington.“Este marco é crédito de todo funcionário que teve uma participação na construção de 767s nos últimos 30 anos”, disse Kim Pastega, vice-presidente e gerente geral do Programa 767 da Boeing Commercial Airplanes. “Esta é uma prova da engenharia de um produto de alta qualidade, que continua a se aprimorar ao longo dos anos.”A montagem final é o último estágio no processo de produção antes que o avião saia da fábrica a caminho do hangar de pintura e do Everett Delivery Center – para testes de solo e de voo. O milésimo avião – um 767-300 ER (Extended Range) de passageiros para a All Nippon Airways (ANA) – é o último 767 a completar a montagem final neste local. A partir do número de série 1001 – um outro 767-300ER também para a ANA – todos os futuros 767s irão completar este estágio em um novo e menor espaço, onde a produção está programada para aumentar em 2011.

O milésimo avião está agendado para ser entregue no próximo mês. A ANA, um cliente de longa data da Boeing, recebeu 89 unidades do 767 desde a sua primeira encomenda, pedida em 1979.

A Boeing irá utilizar o 767 como plataforma para o Avião-tanque NewGen, caso vença a competição do Avião-tanque KC-X para a Força Aérea dos Estados Unidos. A concessão do contrato será anunciada no início deste ano.

A família de aviões 767 é enxuta, silenciosa e com baixo consumo de combustível, capaz de oferecer máxima versatilidade no mercado de 200 a 300 assentos. Ela inclui três modelos de passageiros – o 767-200ER, 767-300ER e 767-400ER – e um cargueiro com cabine de largura média, que se baseia na fuselagem do 767-300ER.