Embraer entrega novos jatos para a Myanmar e Belavia

Foto: Embraer

As companhias Myanmar e Belavia, de Myanmar e da Bielorussia, respectivamente, celebraram o recebimento de novas aeronaves na frota.

O primeiro Embraer 190 da Myanmar Airways International iniciou voos comerciais a partir de Yangon, operando quatro voos por dia. Uma segunda aeronave está prevista para chegar no dia 23 de dezembro para a companhia aérea expandir suas rotas e incluir nove destinos pelo país, substituindo turboélice utilizados pela sua empresa irmã, a Air KBZ.

A Air KBZ opera oito aeronaves ATR 72-600 e serve 18 destinos em Myanmar com aproximadamente 130 voos por semana, detendo 40% do mercado doméstico.

A Myanmar opera a partir de seu hub em Yangon e Mandalay, servindo 18 rotas em Myanmar, Tailândia, Singapura, China Taiwan, Coréia do Sul e Índia, com uma frota de dois Airbus A319 e um Airbus A320. Detém aproximadamente 12% da capacidade de assentos em voos internacionais a partir ou para Myanmar. Como parte do ambicioso plano de crescimento da companhia aérea é esperado dobrar o tamanho da frota até o fim de 2020, com três A319/A320 e quatro Embraer E190 a serem entregues entre o fim de 2020 e o primeiro trimestre de 2021.

A MAI também assinou um contrato para o Programa Pool de suporte com a Embraer, programa que tem a adesão de todos os operadores dos E-Jets na Ásia-Pacífico. São agora quatro novos clientes de E-Jets na região, excluindo a China, desde o início de 2020.

Já a companhia aérea Belavia, da Bielorússia, recebeu seu primeiro avião Embraer 195-E2, a nova geração de aeronaves da Embraer. O novo avião é o primeiro de três jatos E195-E2 a ser arrendada à Belavia pela AerCap.

A aeronave está configurada em uma confortável disposição de duas classes, para 125 passageiros no total, sendo nove assentos na Executiva e 116 na Econômica. A Belavia planeja operar as novas aeronaves em rotas importantes como Londres, Barcelona, Nur-Sultan, Munique, Paris, Sochi e Amsterdã.

Deixe uma resposta