Lucro por ação do segundo trimestre da UPS aumenta 7,5%

517

A UPS anunciou ontem o lucro diluído por ação do segundo trimestre de 2012 de US$ 1,15, uma melhoria de 7,5% sobre os resultados ajustados de 2011. O lucro operacional do segmento doméstico dos EUA expandiu US$122 milhões ou 12% em relação ao período do ano anterior. De acordo com os dados publicados, o lucro diluído por ação cresceu 5,5% e nos EUA o lucro operacional doméstico subiu 14%.

“A crescente incerteza nos Estados Unidos, a fraqueza contínua das exportações da Ásia e a crise da dívida externa na Europa estão impactando as projeções de expansão econômica”, disse Scott Davis, presidente e CEO da UPS. “Ao longo de sua história, a UPS manteve sua força em todos os ciclos econômicos, e estamos fazendo os ajustes necessários para reagir às condições desafiadoras de hoje”.

A UPS, Apoiadora Oficial de Logística e Remessas Expressas dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Londres 2012, esteve ocupada preparando-se para o maior compromisso logístico do mundo. Os Jogos oferecem à UPS uma grande oportunidade de mostrar sua expertise numa cena global, enquanto lida com mais de 30 milhões de itens desses eventos.

Durante o trimestre, a UPS fez diversos anúncios sobre a sua proposta para adquirir a TNT Express. Planos para financiar a compra foram divulgados em maio e o Memorando de Oferta oficial foi arquivado em junho. No início deste mês, a empresa anunciou que a Fase II da revisão já estava sendo atingida, pois há certas áreas que a Comissão Europeia exige mais tempo para analisar.

A UPS espera concluir a transação no quarto trimestre. As forças complementares de ambas as empresas vão criar uma plataforma focada no cliente oferecendo um acesso sem precedentes para o mundo.

Posição de Caixa

Para os seis meses encerrados em 30 de junho, a UPS gerou US$ 3 bilhões em fluxo de caixa livre, um aumento de mais de US$600 milhões em relação ao mesmo período do ano passado. Os gastos de capital totalizaram US$949 milhões. A UPS recomprou 11,3 milhões de ações por aproximadamente US$870 milhões e pagou dividendos totalizando US$1,1 bilhão, um aumento de 9,6% por ação em relação ao ano anterior.

A UPS encerrou o trimestre com US$7,3 bilhões em caixa e títulos negociáveis, enquanto se prepara para concluir a aquisição da TNT Express.

A receita doméstica americana aumentou 4,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, impulsionada por um aumento de 3,5% no volume de pacotes. O lucro operacional aumentou em mais de 12% sobre os resultados ajustados de 2011. A margem operacional expandiu para 14,1%, ajudada pelo crescimento de volume, maior eficiência, taxas base mais elevadas e se beneficiando com o tempo de sobretaxa de combustível.

Em uma base reportada, o lucro operacional melhorou 14% e a margem operacional subiu 120 pontos base em relação ao mesmo período do ano anterior.

O volume de todos os produtos cresceu, como o terrestre, que subiu 3%, o UPS Next Day Air®, que aumentou 5%, e o modal aéreo, que subiu 8,6%. A maior parte da melhoria foi impulsionada por grandes clientes de e-commerce, que transportam pacotes leves residenciais.

A receita média por pacote aumentou 0,6%, já que as tarifas básicas mais altas foram, em sua maior parte, compensadas por alterações no mix de clientes e produtos.

A receita foi de US$3 bilhões enquanto o segmento permanece sob pressão devido ao enfraquecimento da economia mundial e às reduções nas exportações provenientes da Ásia. As flutuações cambiais também tiveram um impacto negativo.

Neste ambiente desafiador, o lucro operacional foi de US$454 milhões. A margem operacional de 15,1% continua a ser a melhor do setor.

O volume de exportações aumentou 0,8% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O crescimento europeu foi principalmente compensado por uma redução de dois dígitos nas exportações da Ásia para os EUA e Europa. O volume doméstico fora dos EUA reduziu 3,2%, e refletiu condições econômicas mais fracas e iniciativas de melhoria contínua da produtividade.

A receita média por peça caiu 2,4%, embora em uma taxa de câmbio neutra tenha apresentado um aumento de 2,1%.

Todas as unidades de negócios contribuíram para o forte lucro operacional de US$202 milhões no segmento Supply Chain & Freight. A margem operacional atingiu uma nova alta de 8,9%.

A receita total diminuiu 1,6% para US$2,28 bilhões, devido à desaceleração da demanda por International Air Freight (frete aéreo internacional) e diminuição do preço do serviço. O serviço de Fowarding continua sentindo a pressão sobre seus preços, especialmente da Ásia, graças ao excesso de capacidade que persiste no mercado. O lucro operacional foi forte devido a uma gestão eficaz da receita e controle de custos.

O serviço de distribuição obteve um crescimento de receita impulsionado por clientes da área de saúde e e-commerce. O investimento contínuo em tecnologia e infraestrutura para apoiar a estratégia da empresa no setor de saúde representou uma pequena redução no lucro operacional.

Na UPS Freight, a receita estagnada pela menor tonelagem foi compensada por maiores rendimentos. A unidade de negócios apresentou melhoria do lucro operacional e expansão da margem.

Panorama

“O desempenho da empresa foi misto durante o segundo trimestre”, afirma Kurt Kuehn, diretor financeiro da UPS. “Os resultados domésticos americanos e no segmento de Supply Chain & Freight compensaram parcialmente a fraqueza no segmento internacional”.

“Ao olharmos para a segunda metade do ano, notamos que os clientes estão mais preocupados por uma maior incerteza existente. Além disso, as expectativas de crescimento econômico foram reduzidas”, analisa Kuehn. “Por isso, estamos reduzindo nossa meta para o lucro diluído por ação em 2012 para uma faixa de US$ 4,50 a US$4,70, um aumento de 3% a 8% sobre os resultados ajustados de 2011”, conclui.

A UPS é líder mundial em logística, oferecendo uma ampla gama de soluções para o transporte de pacotes e cargas, incluindo opções de entrega inovadoras para o mercado consumidor global; a facilitação do comércio internacional e a implantação de tecnologia avançada para gerenciar mais eficientemente o mundo dos negócios. Com sede em Atlanta, a UPS atende mais de 220 países e territórios em todo o mundo. A empresa pode ser encontrada na Web em UPS.com e seu blog corporativo pode ser encontrado em blog.ups.com. Para obter notícias diretas da UPS, visite pressroom.ups.com/RSS.