Os passageiros TAM que embarcarem em Guarulhos (São Paulo), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Manaus (Amazonas), Caracas (Venezuela), Assunção (Paraguai), Montevidéu (Uruguai), Santa Cruz de la Sierra e La Paz (Bolívia), em rotas internacionais, e estiverem na classe econômica, perceberão a substituição das embalagens plásticas (bandejas, caçarolas completas e saladeiras) em que são servidas as refeições por recipientes feitos de bagaço de cana de açúcar, material biodegradável. “Reduziremos em 47% a utilização do plástico em nossas embalagens”, afirma Manoela Amaro, diretora de Marketing da TAM. O desenvolvimento do novo material foi feito em parceria com a empresa LSG Sky Chefs, fornecedora de catering aéreo.

A preocupação da TAM de reduzir o impacto ambiental de suas atividades leva a empresa a sempre buscar soluções inovadoras, em conjunto com seus fornecedores e parceiros, em todas as suas áreas de atuação, visando à construção de uma cultura de sustentabilidade. “Por isso, nesse caso, optamos por um produto que fosse biodegradável”, explica Manoela.