Airbus consolida sua liderança de mercado na América Latina

953
Airbus, Airbus consolida sua liderança de mercado na América Latina, Portal Aviação Brasil
Foto: Alexandre Barros

A Airbus consolidou sua liderança de mercado na América Latina em 2017, registrando encomendas para 209 aeronaves e quebrando o seu recorde anterior de 100 encomendas atingido não apenas em 2015, mas também em 2011 e 2012. Isso reflete a crescente importância da região para a Airbus, conforme afirmou o Presidente da Airbus América Latina e Caribe Rafael Alonso em uma coletiva de imprensa no FIDAE Air Show, durante a qual apresentou a Previsão Global do Mercado (GMF) da Airbus América Latina para 2017-2036.

O GMF da América Latina, inicialmente apresentado no ALTA Airline Leaders Forum em Buenos Aires no ano passado, previu a necessidade de as operadoras da região adquirirem 2.677 novas aeronaves de passageiros e de carga para atender à crescente demanda. Entre os fatores que impulsionam essa demanda estão o tráfego de passageiros para, de e dentro da região – previsto para crescer a uma taxa de 4,4 por cento ao ano – bem como a classe média da região – que deverá aumentar para meio bilhão de pessoas até 2036. A economia da América Latina é também um indicador chave de crescimento, com previsão para aumentar três por cento ao ano, uma taxa média que está acima da taxa mundial de 2,8 por cento.

“Para a Airbus, não consideramos mais a América Latina e o Caribe um ‘mercado emergente’ para a aviação. Ele já emergiu. Isso fica claro com base no crescente valor das encomendas que estamos recebendo de alguns dos promissores players da região, como JetSmart, Viva Air e Volaris. Além disso, vemos o ressurgimento econômico de mercados chave, assim como uma sólida previsão de crescimento do PIB e uma classe média em expansão, indicadores fundamentais que apontam para uma perspectiva extremamente positiva no longo prazo para a região”, disse Rafael Alonso. “Estamos igualmente otimistas com relação ao Chile, onde o crescimento econômico deverá superar o da região e o mundial. O tráfego doméstico em rápido crescimento que veremos ressalta a oportunidade para as operadoras do país expandirem suas frotas e rotas”.

De acordo com o último GMF, as frotas que atendem o Chile mais que dobrarão, necessitando 270 aeronaves nos próximos 20 anos. Essa demanda de mercado está sendo impulsionada pela economia do país, que deverá aumentar 3,6 por cento ao ano, e uma aceleração do tráfego internacional e doméstico com destino ou saída do Chile, que deverá crescer 4,9 por cento ao ano. Assim, a propensão dos chilenos a viajar também dobrará, de 0,6 viagens per capita hoje para 1,3 nas próximas duas décadas.

Até 2036, o número total de megacidades da aviação aumentará de 58 para 95, e as atuais megacidades regionais de Bogotá, Buenos Aires, Lima, Cidade do México, Santiago e São Paulo terão a companhia de Cancún, Cidade do Panamá e Rio de Janeiro. Essas nove megacidades serão responsáveis ​​por 150 mil passageiros de longa distância, diariamente.

A mais que duplicação da frota comercial nos próximos 20 anos trará a necessidade de 49.130 novos pilotos e 53.800 novos engenheiros de manutenção, oferecendo uma oportunidade de crescimento para os postos avançados de serviços ao cliente da Airbus. Somente nos últimos três anos, a Airbus expandiu sua rede global de locais de treinamento de cinco para 16, sendo dois deles na América Latina – o Centro de Treinamento da Airbus Cidade do México foi inaugurado em 2015 e o Centro de Treinamento da Airbus do Brasil abriu em 2016.

Com quase 1,2 mil aeronaves vendidas e uma carteira de encomendas de mais de 600, cerca de 680 aeronaves da Airbus estão em operação em toda a América Latina e Caribe, representando uma participação de mercado de 55 por cento da frota em serviço. Desde 1994, a Airbus recebeu mais de 65 por cento das encomendas líquidas da região.

Airbus, Airbus consolida sua liderança de mercado na América Latina, Portal Aviação BrasilAirbus, Airbus consolida sua liderança de mercado na América Latina, Portal Aviação Brasil

Deixe uma resposta