Azul tem novidades no Paraná, no Rio de Janeiro, na Bahia e no Ceará

Foto: Alexandre Barros

A Azul Linhas Aéreas está prevendo um forte crescimento na demanda por voos domésticos no segundo semestre, com o avanço da vacinação em todo o país e a retomada da circulação.

A companhia segue um plano ambicioso de abertura de novas bases e de reabertura daquelas que foram suspensas em decorrência da pandemia. Umuarama, no interior do Paraná, é um dos destinos que a Azul planeja voar já a partir de outubro deste ano, e as cidades de Toledo, Guarapuava, Pato Branco e Ponta Grossa também poderão ter suas bases reabertas no segundo semestre.

Para que o planejamento de retomada da Azul nesses municípios se concretize, no entanto, a companhia aguarda a realização de obras nos aeroportos locais para melhorar a operacionalidade dos voos. Em Umuarama, por exemplo, pousos e decolagens só serão realizados após a certificação operacional do Aeroporto Municipal Orlando de Carvalho por parte da ANAC, além da instalação de equipamentos para operações com visibilidade reduzida e adequação de distâncias da pista para aeronaves modelo ATR-72.

Nas outras cidades a Azul planeja voltar com suas operações entre setembro e outubro deste ano, mas conta com a cooperação das autoridades locais para a implementação de melhorias na infraestrutura desses aeroportos.

Todos eles carecem que os procedimentos de IFR (Regras de Voo por Instrumentos) se tornem IMC (condição meteorológica de instrumento). Além disso, se faz necessária a instalação e homologação de PAPI. “Essas condições tornarão nossas operações nessas cidades mais regulares e a gente conta com as autoridades dessas cidades para implantarem essas melhorias. A demanda existe e nós estamos apenas aguardando esses ajustes para voltarmos com nossas operações e deixar o estado do Paraná ainda mais conectado para além dos cinco aeroportos que já operamos atualmente”, afirma Vitor Silva, gerente de Planejamento de Malha da Azul.

Já os cariocas terão aumento de rotas operadas pela Azul no Rio de Janeiro a partir de julho. Ao longo do próximo mês, o aeroporto Santos Dumont terá dois voos diretos para Florianópolis e um por dia para Porto Seguro, cidades com alta demanda turística na temporada. Além disso, a Azul deve aumentar sua frequência de voos partindo do Rio para Salvador, Ilhéus, Vitória, Brasília e Viracopos. Com as alterações, o Santos Dumont receberá cerca de 47 frequências diárias da empresa.

O estado fluminense também terá uma nova rota operada diariamente entre Cabo Frio e Belo Horizonte, que se juntará às já existentes operações da Azul na própria capital, em Campos dos Goytacazes e em Macaé.

Na Bahia a Azul irá operar sete novas rotas durante a alta temporada de inverno. Durante o próximo mês, se somarão à malha já existente da Azul na Bahia voos diretos entre Porto Seguro e Congonhas, Porto Seguro e Guarulhos, Porto Seguro e Campinas, Porto Alegre e Porto Seguro, Montes Claros e Porto Seguro, Uberaba e Porto Seguro, Salvador e Ilhéus e Campinas e Vitória da Conquista. Outras 11 rotas regulares também receberão incremento de voos. Com o aumento da oferta na Bahia, a Azul terá, em média, 41 voos diários no estado, sendo 10 em Porto Seguro, 24 em Salvado, 4 em Ilhéus e 3 em Vitória da Conquista.

No estado do Ceará a companhia também terá reforço nas operações. Ao longo do próximo mês, a cidade de Jericoacoara passará a contar com voos diários para Belo Horizonte e Juazeiro do Norte terá, ao todo, 15 ligações semanais com Recife, Campinas e Guarulhos. Na capital Fortaleza, a frequência de voos para Belém será retomada e a cidade terá reforço nas rotas para Campinas, Belo Horizonte e Recife, chegando a 70 frequências por semana. A novidade para o estado será a volta dos voos em Aracati, que serão cumpridos três vezes por semana para a capital pernambucana.

Reforçando a operação em seus centros de distribuição de voos, a Azul disponibilizará em Campinas mais frequências para Caldas Novas, Fortaleza, Maceió, Natal, João Pessoa, Porto Seguro, Salvador, Bonito e Rio, além de rotas novas para Cabo Frio, Sinop, São Luís, Ilhéus e Vitória da Conquista. Já Belo Horizonte terá novas operações para Ilhéus, Salvador, Porto Seguro, Rio, Recife, Natal, Maceió e Salvador, além do retorno das frequências para Florianópolis, Cabo Frio, Foz do Iguaçu e João Pessoa. A capital pernambucana, Recife, volta a ter ligação com Palmas, Cuiabá, Aracati e Uberlândia, assim como mais opções, principalmente, para voos com destino as demais capitais nordestinas. A novidade da operação de inverno ficará por conta da rota inédita Congonhas – Maceió, que será operada diariamente com aeronaves modelo Airbus A320neo.

Deixe uma resposta