Início Notícias EUA planejam exigir comprovante de vacinação para viajantes estrangeiros

EUA planejam exigir comprovante de vacinação para viajantes estrangeiros

De acordo com informação divulgada pela Casa Branca nesta quarta-feira, 4 de agosto, o governo dos Estados Unidos planeja exigir que todos os visitantes estrangeiros que cheguem ao país apresentem uma comprovação de que estão vacinados contra a covid-19.

A medida faria parte de um projeto amplo que visa reabrir as fronteiras americanas para a maioria das nações que atualmente sofrem restrições para entrada na América, incluindo o Brasil.

Apesar da intenção do governo, ainda não há previsão sobre quando esta medida seria implementada ou quaisquer detalhes sobre que vacinas seriam aceitas para permitir a admissão de estrangeiros em solo americano. Da mesma forma, não foi divulgado se este novo procedimento substituiria a atual exigência da apresentação de um teste negativo de COVID-19, feito dentro dos últimos três dias antes das viagens aéreas para o país. A expectativa é que o assunto seja amplamente discutido pelas autoridades americanas nas próximas semanas.

Desde que iniciou seu mandato em janeiro, Biden vem recebendo constante pressão para retirar as restrições de viagens que estão em vigor desde 2020, especialmente por parte da indústria do turismo e rede hoteleira, que juntas são responsáveis por 2,8% do PIB americano.

“77 milhões de pessoas visitam os EUA anualmente. Para se ter uma ideia da importância desse segmento, em 2019 o turismo gerou 712 bilhões de dólares, enquanto em 2020, devido a pandemia, este número diminuiu para 396,37 bilhões. Uma queda de 42.1%. E para que 2021 não feche novamente no prejuízo, é fundamental que o país reabra rapidamente suas fronteiras para o mundo – explicou Rodrigo Costa, especialista em mercado de trabalho nos Estados Unidos.

No dia 7 de julho, a Secretária de Comércio dos EUA, Gina Raimondo confirmou que o governo americano pretende afrouxar as restrições internacionais neste segundo semestre. De fato, conforme apurado pela AG Immigration, escritório americano de advocacia imigratória, a expectativa era de reabertura total das fronteiras em outubro. No entanto, a decisão tão aguardada pelos milhares de brasileiros que desejam voltar a viajar para os EUA, pode ser novamente adiada devido ao avanço da variante Delta da covid-19 em todo o mundo, inclusive na América.

Além da variante também é importante destacar um outro obstáculo que pode atrapalhar a reabertura das fronteiras e a implementação da exigência por comprovantes de vacinas nos portos de entrada dos Estados Unidos: o debate em relação a obrigatoriedade ou não de se vacinar contra a covid-19.

“Existem discussões cada vez mais acaloradas na sociedade americana sobre tomar ou não as vacinas. E mesmo que as autoridades consigam ser amparadas juridicamente para exigir comprovação de vacinação para estrangeiros nos aeroportos, a tendência é que a medida seja contestada e recebida com críticas por uma parcela considerável da população. Além disso, certamente nem todas as vacinas serão aceitas pelos EUA, o que pode gerar mal-estar e embates diplomáticos com outros países” – pontuou novamente Rodrigo Costa, que também é CEO da AG Immigration.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

error: Conteúdo Protegido !!
Sair da versão mobile