Transporte aéreo de carga continua em baixa em 2019

189
Carga, Transporte aéreo de carga continua em baixa em 2019, Portal Aviação Brasil
Foto: Assessoria de Imprensa

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA – International Air Transport Association) divulgou os dados sobre os mercados globais de transporte aéreo de carga, mostrando que a demanda, medida em toneladas de carga por quilômetro (FTKs), caiu 4,7% em abril de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Este resultado mantém a tendência negativa da demanda comparada ao ano anterior observada desde janeiro de 2019.

A capacidade de transporte de carga, medida em toneladas de carga disponível por quilômetro (AFTKs), aumentou 2,6% em abril de 2019 na comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento da capacidade superou o aumento da demanda nos últimos 12 meses. Os volumes de carga aérea têm oscilado em 2019, devido às datas móveis do calendário do Ano Novo Chinês e da Páscoa, mas a tendência é de baixa, com volumes em torno de 3% abaixo do pico registrado em agosto de 2018.

A incerteza do comércio em reação ao Brexit na Europa e as tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China contribuíram para o declínio de novos pedidos de exportação. Na base mensal, os pedidos de exportação aumentaram apenas três vezes nos últimos 15 meses, e o cálculo global tem indicado demanda negativa de exportação desde setembro. A fragilidade contínua provavelmente levará a um crescimento anual mais fraco de FTK nos próximos meses.

“Em abril, houve um declínio acentuado no crescimento de carga aérea e a tendência é claramente negativa este ano. Os custos de insumos estão subindo, as tensões comerciais estão afetando a confiança e o comércio global está enfraquecendo. As companhias aéreas estão ajustando seu aumento de capacidade para tentar acompanhar a queda do comércio global desde o final de 2018. Tudo isso representa um ano cheio de desafios para o setor de transporte de carga. Os governos devem tomar medidas, como diminuir os obstáculos comerciais para impulsionar a atividade econômica”, disse Alexandre de Juniac, Diretor Geral e CEO da IATA.

Desempenho por região

As regiões da Ásia-Pacífico, Europa e Oriente Médio sofreram quedas acentuadas, enquanto a África, América Latina e América do Norte apresentaram aumentos modestos na taxa de crescimento de abril de 2019.

As companhias aéreas da Ásia-Pacífico registraram queda de 7,4% na demanda em abril de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Este foi o sexto mês consecutivo de queda na demanda na região, onde os volumes internacionais caíram 8,1% quando comparados ao nível de abril de 2018. Como o principal centro de fabricação e montagem do mundo, a última rodada de tarifas dos Estados Unidos provavelmente terá um impacto negativo na atividade da região. A capacidade caiu 0,1%.

As companhias aéreas da América do Norte registram aumento da demanda de 0,1% em abril de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Porém, os FTKs internacionais caíram 0,8%. Apesar do sólido desempenho da economia da região, os obstáculos globais provavelmente afetarão os resultados do transporte aéreo de carga nos próximos meses, principalmente com o recente aumento das tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China. A capacidade aumentou 2,5% em relação ao ano passado.

As companhias aéreas da Europa registraram queda acentuada de 6,2% na demanda de transporte aéreo de carga em abril de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. A redução nos pedidos de exportação na Alemanha, o crescimento econômico moderado e a falta de clareza sobre o Brexit são fatores que influenciam os resultados do transporte aéreo de carga. A capacidade aumentou 4,2% em relação a abril de 2018.

As companhias aéreas do Oriente Médio registraram redução de 6,2% no transporte aéreo de carga em abril de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. A capacidade aumentou 0,7%. Os volumes de carga aérea estão caindo desde o quarto trimestre de 2018. Os volumes de carga aérea entre essa região e as regiões da Europa e Ásia-Pacífico estão crescendo, mas o declínio de dois dígitos no transporte de carga aérea com o importante mercado da América do Norte é um dos problemas enfrentados pelas empresas de transporte aéreo da região.

As companhias aéreas da América Latina apresentaram aumento de 5,0% na taxa de demanda de transporte de carga aérea em abril de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. Este é o terceiro mês consecutivo de crescimento positivo de FTK. O crescimento futuro na região será muito influenciado pela saúde da economia brasileira. A capacidade aumentou 18,7%.

As companhias aéreas da África registaram aumento de 4,4% em abril de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. O forte aumento de FTK no final de 2016 e em 2017 foi apenas parcialmente compensado, e os FTKs internacionais das empresas de transporte aéreo da África ainda estão mais de 30% acima do nível de três anos atrás. A capacidade cresceu 12,6% no mesmo período.

Deixe uma resposta