Uma nova era nos embarques aeroportuários

Foto: Gustavo Rampini/Divulgação

O projeto Embarque + Seguro 100% digital, com uso de reconhecimento facial, chegou esta semana à ponte aérea São Paulo – Rio de Janeiro. O Aeroporto de Congonhas (SP) está fazendo os primeiros testes para embarques com destino ao Aeroporto Santos Dumont, e vice-versa, tornando-se a primeira ponte aérea do mundo a usar a tecnologia de ponta a ponta.

Desenvolvido em parceria com o Serpro, empresa de tecnologia do Governo Federal, o projeto do Ministério da Infraestrutura (MInfra) tem o objetivo de tornar mais eficiente, ágil e seguro o processo de embarque nos aeroportos. “É a primeira vez que os testes são realizados simultaneamente em dois dos nossos aeroportos, estabelecendo assim, também de forma inédita, uma ponte aérea biométrica entre os terminais”, explicou o secretário-executivo do MInfra, Marcelo Sampaio.

Sampaio acrescenta que, além de a medida ser segura do ponto de vista sanitário, ao dispensar o manuseio de papeis durante a pandemia, garante a proteção total dos dados dos usuários, pois o Embarque + Seguro 100% Digital atende a todos os preceitos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Essa é a primeira vez que a iniciativa é executada em Congonhas e a segunda no aeroporto Santos Dumont. O Embarque + Seguro vem passando por testes desde o ano passado, já tendo sido avaliado em diferentes fases também nos aeroportos de Florianópolis (SC), Salvador (BA) e Confins (MG).

Após a aprovação do projeto-piloto, o Governo Federal avançará com as ações para implantação efetiva da tecnologia nos principais aeroportos brasileiros. “Caminhamos para um embarque biométrico totalmente seguro em todos os aeroportos do país, eliminando por completo a necessidade de se apresentar qualquer tipo de documentação”, reforça Marcelo Sampaio.

Para o presidente da Infraero, Brigadeiro Paes de Barros, “o Embarque +Seguro na ponte aérea une duas vertentes essenciais para agilizar os processos de embarque que são segurança e facilidade para o passageiro e todo sistema de aviação civil”.

“O Embarque + Seguro coloca o Brasil na vanguarda neste movimento do Governo Federal para a transformação digital do Brasil e combina validação biométrica e análise de dados, garantindo uma conferência precisa, ágil e segura da identidade dos passageiros, que, assim, podem viajar com mais conforto e tranquilidade. A solução atende à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e tem por premissa a segurança no tratamento dos dados pessoais contra uso indevido ou não autorizado”, enfatiza o presidente do Serpro, Gileno Barreto.

Deixe uma resposta