A Azul faz uma homenagem ao Brasil

Foto: Gianfranco Betting

Na semana em que o país celebra o Dia da Proclamação da República e o Dia da Bandeira, a Azul reforça seu DNA brasileiro e divulga imagens de um voo muito especial sobre os céus do interior de São Paulo.

A ação reuniu um Embraer 195 e um Cessna Grand Caravan, ambos com a pintura da bandeira brasileira em um ensaio fotográfico em voo. Conhecido na aviação como voo paquera ou “air to air”, o ensaio aconteceu no início do mês. A formação também contou com uma terceira aeronave, um Cessna Grand Caravan nas cores da campanha Outubro Rosa, causa apoiada pela companhia há dez anos.

“Somos a empresa aérea que mais serve cidades neste país e a que mais investe no Brasil. O DNA da Azul é 100% brasileiro: nossa empresa é a única que compra aeronaves fabricadas aqui, contribuindo para a economia local e gerando milhares de empregos diretos e indiretos, e a que mais se preocupa em incentivar a aviação regional. Nossa paixão pelo Brasil é tão grande que temos o orgulho de contar com aviões ‘bandeirão’, que voam aqui e no exterior ostentando as cores da bandeira brasileira. Essa é uma semana muito especial para o país e não poderíamos ficar de fora dessas celebrações diante de uma história de amor tão verdadeira que a Azul tem com o Brasil”, enfatiza John Rodgerson, presidente da Azul.

Ampliação da malha doméstica e meta de 200 cidades

Com a retomada do turismo de lazer e a negócios, a Azul tem operado, em novembro, cerca de 629 voos diários para 93 destinos. Em comunicado nesta semana, a empresa anunciou que espera finalizar o ano com 80% da capacidade operada pré-pandemia, servindo 113 destinos, apenas três a menos do que antes da crise.

Com a rápida retomada, a Azul se consolida como a maior empresa aérea do país em número de voos diários e cidades atendidas, reforçando a capilaridade da companhia e o investimento da empresa na aviação regional, atingindo outras regiões que superam as principais capitais brasileiras.

Além da recuperação, a Azul espera atingir a marca inédita na história da aviação brasileira de 200 destinos atendidos nos próximos anos, meta que pode ser explicada em função da diversidade de sua frota, que conta com aviões de nove a até 214 assentos para operações domésticas.

O ensaio fotográfico foi comandando pelo co-fundador da Azul, Gianfranco Beting.

Deixe uma resposta