Foto: Alexandre Barros

A Azul Linhas Aéreas iniciou operações em 15 de dezembro de 2008, realizando o voo inaugural entre Campinas (Viracopos)  e Salvador com um jato Embraer 195.

Em 2009 já alcançava a marca de 1 milhão de passageiros transportados. Em 2011 introduziu as aeronaves ATR em sua frota, podendo assim atingir cidades menores. Em 2012 a empresa adquiriu a TRIP, na época, a maior regional da América Latina. Em 2014 dois marcos importantes, sendo um deles a entrada da empresa no mercado internacional e o segundo foi uma encomenda de 63 aeronaves Airbus A320Neo e 33 Embraer 195E2. Em 2015 iniciou sua parceria com a United Airlines e em 2016 com a HNA e a TAP. Em 2017realizou seu IPO na Bolsa e em 2018 fechou com R$ 9,2 bilhões de receita.

A Azul possui três grandes hubs, o principal é em Campinas (Viracopos), o segundo maior é o de Belo Horizonte (Confins) e o terceiro em Recife. São 152 voos diários em Campinas, 87 de Confins e 54 de Recife.

Em 2018 a Azul transportou 23.413.192 passageiros e apresentou um crescimento de 5,31% no número de passageiros transportados comparado com 2017. O setor doméstico para a Azul teve alta de 3,41% e o mercado internacional apresentou crescimento de 59,15%. Em carga o crescimento foi  de 48,7%, apoiado na criação da Azul Cargo.

Na comparação de 2018 com 2017, no trecho internacional, destacamos as seguintes rotas:

  • BH (Confins) – Buenos Aires (Ezeiza): crescimento de 101,51% de passageiros
  • BH (Confins) – Orlando: crescimento de 715,61% de passageiros
  • Belém – Fort Lauderdale: crescimento de 1.255,07% de passageiros
  • Cabo Frio – Buenos Aires (Ezeiza): crescimento de 573,02% de passageiros
  • Campinas – Bariloche: crescimento de 311,05% de passageiros
  • Navegantes – Buenos Aires (Ezeiza): crescimento de 1.111,85% de passageiros

Destinos criados em 2018

  • Córdoba e Rosário, na Argentina, Mossoró e São José dos Campos, no Brasil.

Destinos criados em 2019

  • Pato Branco e Toleto, no Brasil, até o presente momento.

Deixou de operar em 2019

  • Divinópolis (MG)

Nos voos internacionais, veja as cinco principais cidades onde embarcam os clientes da Azul e o principal destino de cada uma:

  • Campinas (24,52%) com Fort Lauderdale como principal destino com 36,86%
  • Orlando (13,90%) com Campinas como principal destino com 53,31%
  • Fort Lauderdale (12,05%) com Campinas como principal destino com 74,21%
  • BH Confins (10,95%) com Buenos Aires (Ezeiza) como principal destino com 73,79%
  • Buenos Aires – Ezeiza (9,98%) com BH Confins como principal destino com 79,94%

Nos voos domésticos, veja as cinco principais cidades onde embarcam os clientes da Azul e o principal destino de cada uma:

  • Campinas (18,13%) com BH Confins como principal destino com 8,26%
  • BH Confins (11,43%) com Campinas como principal destino com 12,87%
  • Recife (7,73%) com Campinas como principal destino com 13,34%
  • São Paulo – GRU Airport (5,45%) com BH Confins como principal destino com 16,97%
  • Porto Alegre (4,89%) com Campinas como principal destino com 24,49%

Voos em Operação de e para o Brasil (Internacionais)

Frota da Empresa

Projeção da frota

Nota-se que na projeção da frota da Azul é aguardado para este ano a chegada dos novos modelos Embraer E2, que substituirão os modelos mais antigos, e dos Airbus A330-900Neo, além do forte crescimento da frota de Airbus A320Neo até 2023.

O Airbus A320Neo possui um custo por viagem 5% maior que o Embraer 195 e um custo por assento 29% inferior com 56 assentos adicionais. O Embraer 195E2 terá um custo de viagem 14% inferior ao modelo 195 em utilização na frota atual.

A Azul é a maior companhia aérea do Brasil em números de cidades atendidas, com 821 voos diários e 110 destinos. Possui uma frota operacional de 126 aeronaves (quadro acima) e mais de 11.000 funcionários. Pela nona vez consecutiva, a Azul foi condecorada pela Skytrax, o “Oscar da Aviação mundial” com dois prêmios. A entrega dos tradicionais quadros que simbolizam esse reconhecimento acontece hoje, na França, no Paris Air Show 2019. Mais uma vez a Azul foi eleita a melhor empresa aérea regional da América do Sul e os Tripulantes da empresa também foram reconhecidos como os melhores do continente. O Skytrax World Airline Awards reúne dados de uma auditoria externa, além das avaliações de passageiros de todas as partes do mundo.

Deixe uma resposta