Início Empresas Aéreas Amaszonas (Bolívia)

Amaszonas (Bolívia)

Iniciou operações em La Paz em 2001 operando com um Cessna 208 e pouco depois colocou em operação outras duas aeronaves Cessna 208B Gran Caravan.

Em 2005 trocou um Cessna 208B por um Metro III e passou a ligar Cochabamba.

Em 2012 adquiriu um Canadair Regional Jet 200. Em 2014 iniciou operações na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Naquele ano transportou quase 480 mil passageiros em todas as suas linhas.

Em 2019 recebeu seu primeiro jato Embraer 190 que hoje, outubro de 2021, já somam seis unidades.

Em agosto último, com uma operação de US$ 50 milhões de dólares, o Grupo Nella assumiu o controle acionário da Amaszonas Línea Aérea. A empresa, que tem voos partindo de Guarulhos, deve retomar, com a aquisição, voos regulares para Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu (operações interrompidas pela pandemia).

A Amazonas opera de Santa Cruz de la Sierra para Cochabamba, Sucre, La Paz, Iquipe, Assunção e São Paulo.

Abaixo o número de passageiros e carga transportada de e para o Brasil nos últimos 5 anos

Rotas operadas nos últimos 5 anos com passageiros de e para o Brasil

O quadro abaixo representa o percentual do total de passageiros transportados de e para o Brasil pela Amaszonas, considerando também rotas não regulares e ou voos charters, como os ocorridos em 2020 e início de 2021, na pandemia, trazendo e ou levando passageiros de Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Foz do Iguaçu, Porto Alegre e Salvador para a Bolívia.

Voos em Operação de e para o Brasil

No próximo dia 31 de outubro de 2021, a Amaszonas retomará às segundas, quartas, quintas, sextas e domingos, o voo 431, de Guarulhos para Santa Cruz de la Sierra. O voo irá se tornar diário a partir de 1º de dezembro próximo.

Participação de Mercado – Passageiros

A companhia reestabeleceu voos no Brasil em 2019 e nos meses iniciais de 2020, ainda sem pandemia, conquistou 14% do mercado Brasil – Bolívia, atrás da Boliviana de Aviacion e da Gol Linhas Aéreas, e em 2021, somente com os voos esporádicos, por enquanto, assumiu a segunda colocação na rota.

A mesma análise pode ser vista no sentido Bolívia – Brasil, no quadro abaixo.

Frota da Empresa

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

error: Conteúdo Protegido !!
Sair da versão mobile