Azul divulga posição de caixa melhor do que a esperada para o terceiro trimestre

Foto: Assessoria de Imprensa

A Azul anunciou hoje que em 30 de setembro de 2020, sua posição de liquidez, incluindo caixa e equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber, totalizou R$2,3 bilhões comparado com R$2,25 bilhões no trimestre anterior.

A Azul havia previsto originalmente um consumo de caixa de aproximadamente R$ 3,0 milhões por dia para o segundo semestre do ano, mas no fim do terceiro trimestre apresentou um aumento de caixa de aproximadamente R$ 0,7 milhão por dia.

Excluindo indenizações trabalhistas, temos um aumento de caixa de R$ 1,5 milhão por dia. Este ótimo desempenho de liquidez da companhia está relacionado com a implementação eficaz de seu plano de retomada, incluindo negociações bem-sucedidas com seus stakeholders, bem como o retorno mais rápido do que o esperado da demanda.

Para o quarto trimestre de 2020, a Azul estima uma queima de caixa média de aproximadamente R$ 2,5 milhões por dia, sem amortizações significativas de dívidas como resultado de negociações em andamento com seus parceiros financeiros.

Nos últimos seis meses, a companhia manteve sua posição de caixa sem levantar qualquer capital adicional, e as projeções internas mostram liquidez suficiente para mais de 30 meses sem novo aumento de capital. A Azul continua avaliando fontes de capital disponíveis a fim de fortalecer ainda mais seu balanço patrimonial e aproveitar eventuais oportunidades de mercado.

“A combinação de uma estrutura de custos mais enxuta e eficiente, com o retorno da demanda melhor do que o esperado, indica que estamos no caminho certo para resgatar nossa posição como uma das companhias aéreas mais rentáveis da região. Aproveito para agradecer aos nossos tripulantes e parceiros por todo o apoio durante este processo”, disse Alex Malfitani, CFO da Azul.

Esses números são preliminares e não auditados.

Deixe uma resposta