Com sede operacional no Aeroporto Internacional de Viracopos, onde efetivamente operava desde 14 de dezembro de 2002, pois antes os vôos estavam autorizados a partir somente do Aeroporto Internacional de Guarulhos, a BRASMEX operava com uma aeronave Douglas DC-10-30 arrendada junto a United Airlines.

Voava para Manaus, Caracas, Bogotá , Luxemburgo e Miami. Deveria receber uma segunda aeronave DC-10, das 3 inicialmente previstas para estarem operando até o final de 2003.

Era um investimento de US$ 50 milhões de dólares, dos quais US$ 20 milhões empregados em estrutura, manutenção, pilotos e equipe técnica.

A empresa chegou a transportar 26.289.319 toneladas por quilometro de carga, dos quais 70% sendo do mercado internacional. Chegou a realizar em 2003 um total de 139 vôos, sendo 85 para o exterior e 54 no mercado doméstico.

A empresa Brasmex (Brasil-Minas Express) tinha na sua direção veteranos da aviação, como o comandante Carlos Hamilton Martins Silva, seu presidente e o brigadeiro-do-ar Sabino Freire de Lima, como superintendente de operações, porém, para ficar no ar é preciso mais do que isso! A Brasmex paralizou suas atividades em janeiro de 2004.

Deixe uma resposta