Aeroporto de Aracaju

Infodados produzido pelo Portal Aviação Brasil mostra as cidades servidas por voos a partir do aeroporto (share) e a participação de cada empresa aérea (share) na composição da concorrência.

7552
Foto: Divulgação Infraero

Um pouco da história do aeroporto

O pouso de um bimotor da Força Aérea Brasileira (FAB) inaugurou a pista de 1,2 mil metros de comprimento do Aeroporto de Aracaju/Santa Maria (SE), há 66 anos, completados no último dia 30 de outubro. Mais tarde, em janeiro de 1958, a chegada do presidente Juscelino Kubitschek, a bordo de um bimotor Convair (CV) 440 Metropolitan, da Real, oficializou o início das operações comerciais do Santa Maria.  Localizado na zona sul da capital e distante 12 km do centro, é o único aeródromo público que recebe voos regulares no estado.

Nove anos após a criação do aeroporto, teve início, em 1961, a primeira ampliação da pista de pouso e decolagem, passando dos 1.200 para 1.500 metros de comprimento. O edifício do terminal de passageiros passou de 800 para 1,2 mil m². A partir de 1975, o Aeroporto de Aracaju ficou sob a responsabilidade da Infraero.  Nas décadas seguintes, foram realizadas novas reformas.

Entre 1983 e 1984, o aeroporto ganhou uma nova fachada e teve o seu terminal de passageiros ampliado para 1,8 mil m². Em 1993, a pista do foi ampliada, passando a ter 2,2 mil metros de comprimento.   Em 1998, a Infraero inaugurou um novo terminal de passageiros com 10 mil m², salas de embarque e desembarque climatizadas, elevadores, escadas rolantes, sistema de TV e vigilância e sistema informativos de voos.

Uma nova etapa de obras foi iniciada em 2013. Os serviços contemplaram a ampliação da pista dos atuais 2,2 mil para 2,78 mil metros, além da construção de novas áreas de escape, aprimorando a segurança das operações. O sistema de pistas também recebeu quatro novas taxiways (pistas de manobra de aeronaves).

Outros serviços previstos envolveram a criação de uma área para testes de motores, a revitalização do balizamento luminoso e o recapeamento da pista.

Em dezembro de 2014, foram concluídas novas obras. Os serviços incluíram várias melhorias, como o aprimoramento dos sistemas de drenagem de águas pluviais e a recuperação de telhas metálicas e da estrutura da cobertura. O mesmo processo de reforma foi executado nas duas áreas referentes aos terminais de passageiros, que receberam ainda reparos nos sistemas de ar condicionado e nas instalações elétricas.

O aeroporto funciona 24 horas. Os passageiros contam com uma oferta de 28 estabelecimentos, entre alimentação e serviços. São oito restaurantes e ou lanchonetes distribuídas entre praça de alimentação, saguão, salas de embarque e na área externa do terminal de passageiros. Além dessas opções para refeições e lanches, o passageiro encontra serviços como uma revistaria; duas lojas de souvenires; uma de artesanato em renda e mais uma de confecção masculino/feminino; três caixas eletrônicos; uma agência dos Correios; cinco locadoras de carro, além de outras facilidades.

Em termos de mobilidade, há uma cooperativa de táxi cadastrada e três linhas de ônibus do transporte público (Aeroporto/Zona Sul; 17 de março/D.I.A e Porto Sul/Bairro Industrial) que ligam o terminal a toda capital. Nas duas salas de embarque, há 24 tomadas em totens. Já em área pública, no saguão do terminal de passageiros, quem quiser, por exemplo, recarregar o celular, encontra dois totens, que somam 16 tomadas.

O aeroporto executou no final de 2018 as obras de recuperação do pavimento flexível da taxiway (faixas de taxiamento) e de áreas do pátio, compreendendo uma extensão de, aproximadamente, 3.900 m².

O Aeroporto de Aracaju tem capacidade para receber até 4 milhões de passageiros por ano e movimenta, diariamente, uma média de 3 mil passageiros e 16 voos comerciais regulares, além de atender a operação de helicópteros para as plataformas de petróleo no litoral de Sergipe e Alagoas.

Em outubro o aeroporto ganhou novas opções de voos! Serão oferecidas duas novas rotas, uma da Azul Linhas Aéreas com destino a Campinas e outra da Latam para Guarulhos, em São Paulo.

Além disso, os passageiros que desejarem voar para Guarulhos também poderão contar com mais quatro frequências semanais da Gol, que passará a operar diariamente no terminal sergipano. As novas rotas e frequências terão início a partir do dia 27 de outubro e oferecerá um aumento de cerca de 1 mil novos assentos para quem optar voar pelo Aeroporto de Aracaju.

Os voos com destino a Campinas serão realizados por um Embraer 195, com capacidade para 118 passageiros. O Boeing 737-800 da Gol e o Airbus A321 da Latam farão os trechos para Guarulhos, as aeronaves comportam 188 e 220 viajantes respectivamente.

Desde o mês de agosto, o Aeroporto de Aracaju passou a oferecer seis novas frequências semanais operadas pela Azul para Salvador. “As novas rotas ampliam a malha área sergipana e abrem portas para futuros voos. Esperamos que os novos voos ofertados atraiam mais passageiros, gerando um aumento significativo no movimento de passageiros até o final deste ano”, destacou o superintendente do terminal de Aracaju, Wanderson Silva.

Atualmente operam no terminal as companhias Azul, Gol e Latam, com voos regulares que ligam Aracaju às cidades de Campinas (SP), Guarulhos (SP), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Salvador (BA) e Recife (PE).

Dados de Passageiros Embarcados em Aracaju de Janeiro a Agosto de 2019

Dados de Passageiros Embarcados em Aracaju de Janeiro a Dezembro de 2018

Voos Vigentes no Aeroporto

Fonte: Infraero (editado por Aviação Brasil)

Deixe uma resposta