As últimas novidades da Azul

A Azul Linhas Aéreas anunciou novidades em malha aérea, tráfego e autoatendimento esta semana

A Azul anunciou que espera operar 505 decolagens diárias nos dias de maior demanda em outubro para 89 destinos.

A capacidade total em outubro representará aproximadamente 55% dos assentos oferecidos por quilômetro no mesmo período do ano passado e a capacidade doméstica representará 60% dos assentos oferecidos por quilômetro domésticos de outubro de 2019.

“Com base nos dados de demanda mais recentes, que também incluem uma melhora significativa na nossa tarifa média e receita, estamos confiantes que estamos no caminho certo para alcançar nossa projeção de capacidade para o final do ano”, diz Abhi Shah, vice-presidente de receitas da Azul.

A companhia também informou os resultados preliminares de tráfego de agosto de 2020. O tráfego de passageiros consolidado (passageiros por quilômetro transportados) aumentou 26,4% em relação a julho de 2020, frente a um crescimento de 33,3% na capacidade (assentos oferecidos por quilômetro), resultando em uma taxa de ocupação de 75,5%. A taxa de ocupação doméstica foi de 75,7% e a internacional totalizou 72,7%.

“Em agosto voamos mais de 40% da capacidade doméstica comparada com o mesmo período no ano passado. Além disso, durante o mês tivemos uma melhora significativa nas tarifas e na receita, o que reforça nossa confiança no aumento sequencial de nossa capacidade,” disse John Rodgerson, CEO da Azul.

Focando em mais tecnologia, a Azul implementou bancadas digitais de autoatendimento para despacho de bagagem em oito aeroportos do país.

Com o serviço, o cliente que já tiver feito o check-in no aplicativo da companhia pode se dirigir diretamente a uma das bancadas digitais disponíveis e, apontando o QR-Code para a tela do tablet, retira automaticamente a etiqueta da bagagem.

Depois de etiquetar a própria bagagem, o cliente entrega a mala e segue para o saguão de embarque. Tudo de um modo bem simples, prático e rápido, sem que seja necessário encarar a fila do check-in para realizar o despacho da bagagem e com o mínimo de contato físico possível.

A tecnologia, inovadora e exclusiva da Azul, começou a ser testada em Viracopos no início deste ano e, agora, já está disponível também nos aeroportos de Recife, Aracaju, Curitiba, Vitória, Florianópolis, Belo Horizonte e no Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Até o fim do ano, a companhia pretende implementar o serviço em 27 bases e 95 portões de embarque.

“Com as bancadas digitais de autoatendimento para despacho de bagagem, incrementamos o ciclo de tecnologias que facilitam e agilizam o embarque dos Clientes, tornando-o mais eficiente e, claro, seguro. Agora, o Cliente da Azul pode fazer a compra da passagem online, realizar o check-in no aplicativo, usar a bancada para emitir a etiqueta da bagagem, sem precisar nem tocar a tela, e, depois, embarcar com ajuda do Tapete Azul, evitando aglomerações e mantendo o distanciamento social necessário. São serviços pioneiros que mostram nosso comprometimento em oferecer uma experiência de voo cada vez mais eficiente e segura aos nossos Clientes”, explica Elisabete Antunes, diretora de Aeroportos da Azul.

Deixe uma resposta