Cargolux (Luxemburgo)

8201
Foto: Infraero

Com 46 anos de existência em 2016, a Cargolux opera no Brasil nas cidades de Campinas, Curitiba, Manaus, Petrolina, Recife e Rio de Janeiro. A empresa iniciou voos em Maio de 1970 com um Canadair CL44J. Chegou a utilizar cinco destas aeronaves até receber seu primeiro jato, um Douglas DC-8-61 em 1971. Em 1973 a empresa introduziu na frota um Boeing 747-200C.

Em 1993 a Cargolux optou por novas aeronaves e recebeu o Boeing 747-400F, aeronave está que é quase totalidade na sua frota atual. Iniciou voos para o Brasil em 1996 com os Boeing 747-200F e 747-400F no Aeroporto de Viracopos com três voos semanais.

Em 2002 passou a atender também as cidades de Recife, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, está última não mais atendida. Em de 20 de março de 2007 a Cargolux, primeira cliente do 747-8, encomendou mais três 747-8s cargueiros, avaliados em US$ 845 milhões pela tabela de preços da Boeing, e adicionou outras duas opções de compra da mesma aeronave. Isto elevou o pedido total da transportadora, sediada em Luxemburgo, para 13 aeronaves, duas opções e dez direitos de compra. Esta aeronave, na Cargolux, passou a voar para o Brasil, Viracopos, em 16 de junho de 2013.

Em 2018 obteve um excelente desempenho no país, com crescimento de 18,76% no volume de carga embarcada e desembarcada no Brasil, conforme mostramos abaixo, com exclusividade. Só do Brasil para o exterior a Cargolux obteve um crescimento de 38,1% no volume embarcado.

A Cargolux estima que a maioria de suas aeronaves Boeing 747-400F seja desativada até 2030, enquanto a da versão 8F devem voar um pouco além de 2040. As aeronaves que poderiam substitui-las seriam os Boeing 777X ou Airbus A350.

Desempenho no transporte de cargas de e para o Brasil

Voos Operados do Brasil

Frota da Empresa

Deixe uma resposta