Foz do Iguaçu ganha novos voos a partir desse mês

213
Foto: Infraero

O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (PR) vai ganhar uma série de novos voos até o fim do ano. Apenas neste mês de outubro, o terminal vai receber 13 novas frequências, sendo sete chegadas e seis partidas, todas operadas pela Latam.

Os destinos e procedências são os aeroportos de Guarulhos (SP), Galeão (RJ) e Brasília (DF). As operações começam a partir do dia 27.

No mês de novembro, serão 11 novos voos: seis partidas e cinco chegadas. O primeiro deles, operado pela Gol, com destino e procedência do Galeão, começa já a partir do dia 1º.  Os demais voos são operados pela Latam e começam a valer a partir do dia 2. Os destinos e procedências são os aeroportos de Curitiba (PR), Santos Dumont (RJ), Congonhas (SP) e Brasília (DF).

Já em dezembro, é a vez da Azul iniciar a frequência para o aeroporto de Confins (MG). O voo será operado a partir do dia 14.

Ainda no último mês do ano, a partir do dia 15, a Amaszonas iniciará o voo com destino ao Aeroporto Internacional Viru Viru, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. O voo partirá da cidade boliviana às 2h30 com chegada prevista às 4h40. No caminho de volta, o voo sairá de Foz às 8h, chegando às 10h10 no destino boliviano.

Além disso, a partir de 5 janeiro de 2020, o terminal fronteiriço vai ganhar duas frequências semanais para Santiago, no Chile. Os voos serão operados pela JetSmart.

O superintendente do aeroporto, Joacir Araújo dos Santos, explica que os novos voos são frutos da Certificação Operacional do terminal, conferida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em junho deste ano. “Antes de recebermos a Certificação Operacional, o aeroporto tinha uma restrição de quantidade de pousos e decolagens por semana. Agora, com a obtenção desse documento, a nossa expectativa é que o aeroporto de Foz receba cada vez mais passageiros e novas rotas, disse.

O Certificado Operacional de Aeroporto é uma exigência do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil (RBAC) 139 da Anac. As avaliações são orientadas pela Organização Internacional de Aviação Civil (OACI), que determina os critérios operacionais a serem atendidos por terminais no mundo inteiro.

Com capacidade para receber 2,6 milhões de passageiros/ano, o aeroporto iguaçuense registrou, em 2018, 2,3 milhões de viajantes, entre embarques e desembarques.

Deixe uma resposta