Foto: Reinaldo Deckleva

Fundada em 17 de outubro de 1945 a LACSA realizou seu primeiro voo em 1 de junho de 1946 de San Jose para Parrita com um Douglas DC-3. A LACSA transformou-se em companhia de bandeira em 1949 e após um ano iniciou voos internacionais com um Curtiss C-46.

Em 12 de março de 1950 chegou ao Panamá, em 2 de junho a Havana e no final daquele ano a Miami, México e San Salvador. Em 1952 a LACSA operava 4 Douglas DC-3 e também se reforçava com os Convair CV-580 em 1955, a primeira aeronave pressurizada a voar por uma empresa da América Central. Em fevereiro de 1956 iniciou voos para San Juan, em Porto Rico. Seu primeiro avião a jato foi um BAC 1-11 recebido em 1959.

Em 1960 a empresa adquiriu o Douglas DC-6 e um BAC 1-11-400, que foi seu primeiro avião a jato.

Em 14 de setembro de 1970 a LACSA comprou as ações que a Panam possuía da empresa. O BAC 1-11-500 foi recebido em 1971 e operado até 1982. Em 1 de junho de 1976 iniciou as operações de um Lockheed Electra e colocou o DC-6 para operar serviços de carga para Miami, mas logo foram desativados.

Os anos 80 foram importantes na transição da frota para ser toda ela operada a jato! Seu primeiro Boeing foi um 727-200 recebido em 1981. Os Electras operaram até 1984 na companhia, que chegou ainda a operar diferentes versões do DC-8 a partir de 82 até o final de 1990.

A LACSA – Lineas Aereas Costarricences iniciou seus voos para o Brasil (Rio de Janeiro e São Paulo) no final do ano de 1995. O voo LR 877 proveniente de San Jose – Quito – Guayaquil pousava duas vezes por semana, às quintas e domingos, com Airbus A320 no Rio de Janeiro, às 5h da manhã, e em São Paulo, Guarulhos, às 7h da manhã, e depois prosseguia como LR 876, decolando às 7h30 da manhã.

A frota se consolidou a partir de 1993 com dois modelos de aeronaves, o Airbus A320 e o Boeing 737-200. No segundo semestre de 1998 a LACSA deixou de operar no Brasil.

Em 2001 a LACSA reforçou sua frota com mais um Airbus A320 e um Boing 737-200. No ano de 2004 todas as suas linhas domésticas foram repassadas para a empresa SANSA – Serviços Aereos Nacionales, que pertencia a LACSA e esta, por sua vez, mudou sua razão para TACA COSTA RICA.

Fonte: aviacaobrasil.com.br

Deixe uma resposta