Latam Wallet armazena créditos e permite que o reembolso ao cliente seja imediato

Foto: Alexandre Barros

A Latam está avançando em sua transformação digital para oferecer uma experiência ainda mais simples e rápida para o passageiro em toda a sua jornada com a companhia.

O novo ecossistema, que chegou ao Brasil em fevereiro de 2021 com inovações como o fim da necessidade do check-in em voos domésticos, já oferece um fluxo de compra digital 40% mais rápido do que o anterior, e o cliente tem acesso a uma carteira digital, a Latam Wallet, que armazena créditos e permite que o reembolso, por exemplo, seja imediato.

“A Latam decidiu ser uma empresa digital e essa transformação não se resume a construir uma nova plataforma. Esta é uma revolução cultural e da forma como nos relacionamos com todos os passageiros. Estamos reinventando a experiência do cliente para entregar mais facilidade e transparência do momento em que ele começa a pensar em voar até o pós-voo”, afirma Rafael Walker, diretor de Customer Care do Grupo Latam Airlines.

Agora, o cliente da Latam que se cadastrar e estiver logado na nova plataforma da companhia já terá automaticamente criada a sua Latam Wallet. Nela, é possível armazenar e utilizar digitalmente os créditos oriundos de reembolsos, contingências operacionais (extravio de bagagem, cancelamento de voos e atrasos, por exemplo) e Travel Voucher, ou adquiri-los com boletos, transferências bancárias (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Banrisul) e até mesmo via Pix.

Os créditos na Latam Wallet podem ser usados rapidamente para comprar passagens e outros produtos da Latam (como bagagens e assentos, por exemplo). Em breve, também será possível ao cliente transferir créditos da sua Latam Wallet diretamente para a sua conta bancária.

Um dos maiores avanços da transformação digital da Latam será a nova experiência para os membros do Latam Pass. A partir de outubro, os clientes do programa poderão utilizar o fluxo de resgate digital para completar com dinheiro (com cartão de crédito e débito ou com créditos da Latam Wallet) o valor de uma passagem, caso o seu saldo de pontos seja insuficiente para a operação. Também a partir de outubro, o resgate digital do Latam Pass permitirá ao cliente do programa selecionar o assento e demais produtos do voo (bagagens, seguros, hotéis, entre outros) no próprio fluxo de compra e alterar ou solicitar o seu reembolso pelo canal digital, em vez do Call Center.

“Vamos entregar para o cliente Latam Pass o mesmo nível de experiência digital que entregamos de forma inovadora para quem compra uma passagem com dinheiro. A lógica é a mesma: mais facilidade e transparência para todos que desejam resgatar uma passagem aérea com a Latam”, afirma Martin Holdschmidt, diretor geral do Latam Pass no Brasil.

Para manter todos os clientes previamente informados das novidades, o Latam Pass comunicará os lançamentos de forma transparente a todos os membros do programa ao longo desta semana. Além disso, o Latam Pass está informando que, a partir de 20/10, irá adotar para passagens resgatadas com pontos os mesmos benefícios oferecidos pelos perfis de tarifa (Light, Plus e Top) das passagens adquiridas com dinheiro. Por isso, a partir de 20/10, clientes das categorias Black e Black Signature não terão mais 10% de desconto nos resgates de passagens. Além disso, clientes das categorias Platinum, Black e Black Signature não estarão mais isentos de multa ao alterar ou solicitar o reembolso do seu bilhete resgatado.

Deixe uma resposta