Aeroporto Internacional de Curitiba (Afonso Pena)

Os números do

Foto: CCR

Atualizamos os números operacionais do Aeroporto Internacional de Curitiba – Afonso Pena, no Paraná. Neste trabalho inédito apresentamos informações do histórico de passageiros embarcados e desembarcados no aeroporto de 2000 a 2021, a participação de mercado das empresas em operações domésticas nos últimos 5 anos, entre 2017 e 2021, e finalizando com os voos vigentes no aeroporto.

Vejam os números operacionais do aeroporto, atualizados pelo Portal Aviação Brasil

Participação de mercado dos últimos 5 anos, das empresas que operam voos domésticos de passageiros

Localidades atendidas e distribuição dos voos domésticos entre as companhias aéreas

Na tabela a seguir, na última linha, vemos qual empresa tem a maior participação na oferta de assentos do aeroporto. A primeira coluna da esquerda informa os destinos atendidos e quais empresas operam a rota. Na coluna da direita, em total geral, significa quais destinos tem a maior participação de voos/assentos a partir do aeroporto.

Um pouco da história

O Aeroporto Internacional Afonso Pena tem capacidade para receber 14,8 milhões de passageiros por ano. O traçado da pista do aeroporto é o mesmo da época da 2ª Guerra Mundial, quando ele era a Base Aérea Afonso Pena.

Em 1946, a aviação civil passou a operar na base com voos regionais e internacionais, sendo construída uma estação de passageiros utilizada até 1959, quando foi inaugurada nova estação de passageiros.

Em 1974, a Infraero assumiu a administração do aeroporto que está localizado a 18 km do centro da cidade de Curitiba. Desde a sua inauguração, várias melhorias foram realizadas no Aeroporto Internacional Afonso Pena. Entre elas, a ampliação do terminal, em 1977, e a inauguração do novo terminal de passageiros com 45 mil m², em 1996.

Para aumentar o nível de conforto e segurança, na última década, o terminal curitibano recebeu investimentos na ordem de R$ 350 milhões, que ampliaram sua capacidade de 6,9 milhões para 14,8 milhões de passageiros por ano.

Dentre as melhorias, destacam-se: a obra de reforma e ampliação do terminal de passageiros, que passou de 45 mil m² para 112 mil m²; a obra de reforma e ampliação do terminal de cargas, que passou de 12 mil m² para 17 mil m², com novas áreas para cargas vivas e restritas; a ampliação do pátio de manobras, que ganhou mais 10 posições para aeronaves, totalizando 26 posições e a reforma e ampliação do terminal de passageiros.

O Aeroporto Internacional de Curitiba, agora operado pela CCR Aeroportos, ampliou sua malha aérea e retomou voos internacionais. Desde 4 de abril de 2022, o aeroporto passou a oferecer voos, sem escala, de Curitiba para Buenos Aires, capital da Argentina, pela companhia aérea Aerolíneas Argentinas.

Após mais de dois anos operando somente voos domésticos, o aeroporto terá quatro voos semanais para o país vizinho – às segundas, quintas e sextas-feiras e também aos domingos. Às segundas e sextas os voos chegam de Buenos Aires às 17h25 e decolam da capital paranaense às 18h35. Às quintas e domingos aterrissam às 7h40 em Curitiba e partem às 9 horas. A nova rota será operada pelo Boeing 737-700, com capacidade para até 120 passageiros.

Deixe uma resposta