Os brasileiros estão viajando mais para o exterior

268
Foto: Latam

Um estudo do Portal Aviação Brasil apontou que de janeiro a agosto de 2019 um total de 8.239.343 passageiros viajaram ao exterior, um crescimento de 2,55% se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Os países mais procurados em voos diretos, sem conexão, foram os Estados Unidos (20,04%), Argentina (16,67%), Portugal (9,34%), Chile (8,92%), Espanha (4,94%), França (4,37%) e Panamá (4,27%). A lista ainda contém destinos como Peru, Alemanha, Itália, Uruguai, Reino Unido, Colômbia, Holanda, Emirados Árabes, Paraguai, México, Suíça, Canadá, África do Sul, Qatar, Turquia, Marrocos, Angola, Etiópia, República Dominicana, Israel, Cabo Verde, Equador, Suriname, China, Guiana Francesa, Martinique, Venezuela, Barbados, Antilhas Holandesas e Porto Rico, nesta ordem.

Nos Estados Unidos os destinos mais procurados foram Miami (33,83%), Orlando (14,82%), New York (14,09%), Atlanta (7,19%), Fort Lauderdale (6,05%), Houston (5,60%), Dallas (4,08%), New Jersey (3,69%), Chicago (3,49%), Washington (2,62%), Los Angeles (2,11%), Boston (1,79%), Detroit (0,35%) e Las Vegas (0,29%).

Para a Argentina os destinos mais procurados são Buenos Aires (86,66%), Córdoba (5,75%), Rosário (4,34%), Mendoza (1,88%), Bariloche (1,21%) e Tucuman (0,17%).

Os passageiros embarcados no Brasil, na sua maioria, utilizam o aeroporto de Guarulhos (61%) como portão principal de saída para o exterior, mas 18,19% partem do Galeão, no Rio de Janeiro, além de Campinas (3,92%), Brasília (2,7%), Fortaleza (2,38%), Recife (2,26%), Porto Alegre (2,13%), Belo Horizonte (1,9%), Salvador (1,79%), Florianópolis (1,23%), Belém (0,67%), Manaus (0,54%), Natal (0,34%), Curitiba (0,31%), Foz do Iguaçu (0,30%), Porto Seguro (0,15%), Navegantes (0,08%), Maceió (0,06%) e Cabo Frio (0,03%).

“A malha aérea cresceu muito nos últimos anos. Se compararmos com o ano de 2010 temos um crescimento de 66% no total de passageiros embarcados para o exterior”, diz Alexandre Barros, Diretor e Editor Chefe do Portal Aviação Brasil. Segundo Barros, a entrada de novas empresas no mercado e a criação de novos hubs, como Campinas e Fortaleza, por exemplo, permite um maior fluxo de passageiros e uma viagem mais rápida e confortável aos clientes, não sendo necessário, por exemplo, se deslocar de Fortaleza para São Paulo, para chegar a Paris e Amsterdã, por já possuir ligação direta com aquele destino!

As companhias brasileiras agradecem! A Azul obteve ganhos de 8,71% no volume de passageiros embarcados para o exterior no período. A Gol cresceu 16,12% e a Latam Airlines Brasil cresceu 2,75%. Do volume total houve um crescimento de 1,68% se considerarmos somente as empresas brasileiras e de 3,10% se considerarmos as companhias aéreas internacionais que operam no Brasil.

O estudo do Portal considera somente voos regulares e charters de empresas aéreas nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta