Aeroporto Internacional de Manaus (Eduardo Gomes)

Foto: Infraero

Atualizamos os números operacionais do Aeroporto Internacional de Manaus, no Amazonas. Neste trabalho inédito apresentamos informações do histórico de passageiros embarcados e desembarcados no aeroporto de 2000 a 2021, a participação de mercado das empresas em operações domésticas nos últimos 5 anos, entre 2017 e 2021, e finalizando com os voos vigentes no aeroporto.

Vejam os números operacionais do aeroporto, atualizados pelo Portal Aviação Brasil

Participação de mercado dos últimos 5 anos, das empresas que operam em Manaus, voos domésticos de passageiros

Um pouco da história

O Aeroporto Internacional Eduardo Gomes foi inaugurado no dia 26 de março de 1976 mas somente passou a receber os voos antes operados em Ponta Pelada, em fevereiro de 1977.

Os voos transferidos naquela época estão na lista abaixo:

Empresa Número do Voo Aeronave Natureza Rota
Cruzeiro do Sul 200 Boeing 727-100 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 201 Boeing 727-100 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas)
Cruzeiro do Sul 210 Boeing 727-100 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas) – Cuiabá – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 211 Boeing 727-100 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Cuiabá – São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão)
Cruzeiro do Sul 214 Boeing 737-200 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas) – Campo Grande – Cuiabá – Porto Velho – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 215 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Porto Velho – Cuiabá – Campo Grande – São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão)
Cruzeiro do Sul 216 Boeing 737-200 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas) – Campo Grande – Cuiabá – Rio Branco – Porto Velho – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 217 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Porto Velho – Rio Branco – Cuiabá – Campo Grande – São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão)
Cruzeiro do Sul 220 Boeing 737-200 Doméstico Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 221 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Belém
Cruzeiro do Sul 222 Boeing 737-200 Doméstico Belém – Santarém – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 223 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Santarém – Belém
Cruzeiro do Sul 236 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) (Ponta Pelda) – Boa Vista
Cruzeiro do Sul 237 Boeing 737-200 Doméstico Boa Vista – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 238 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) (Ponta Pelda) – Boa Vista
Cruzeiro do Sul 239 Boeing 737-200 Doméstico Boa Vista – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 240 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Rio Branco – Cruzeiro do Sul
Cruzeiro do Sul 241 Boeing 737-200 Doméstico Cruzeiro do Sul – Rio Branco – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 300 Boeing 727-100 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – Salvador – Recife – Fortaleza – São Luís – Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 301 Boeing 727-100 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Belém – São Luís – Fortaleza – Recife – Salvador – Rio de Janeiro (Galeão)
Cruzeiro do Sul 670 Boeing 737-200 Internacional Manaus (Ponta Pelada) – Tefé – Tabatinga – Iquitos
Cruzeiro do Sul 671 Boeing 737-200 Internacional Iquitos – Tabatinga – Tefé – Manaus (Ponta Pelada)
Cruzeiro do Sul 672 Boeing 737-200 Internacional Manaus (Ponta Pelada) – Tabatinga – Iquitos
Cruzeiro do Sul 673 Boeing 737-200 Internacional Iquitos – Tabatinga – Manaus (Ponta Pelada)
Transbrasil 460 Boeing 727-100 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Transbrasil 461 Boeing 727-100 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Belém – Brasília – Rio de Janeiro (Galeão)
Transbrasil 726 Boeing 727-100 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão) – Manaus (Ponta Pelada)
Transbrasil 727 Boeing 727-100 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas)
Varig 200 Boeing 727-100 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Manaus (Ponta Pelada)
Varig 201 Boeing 727-100 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas)
Varig 224 Boeing 737-200 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Uberaba – Uberlândia – Brasília – Imperatriz – Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Varig 225 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Belém – Imperatriz – Brasília – Uberlândia – Uberaba – São Paulo (Congonhas)
Varig 226 Boeing 737-200 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Uberlândia – Goiânia – Brasília – Imperatriz – São Luís – Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Varig 227 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Belém – São Luís – Imperatriz – Brasília – Goiânia – Uberlândia – São Paulo (Congonhas)
Varig 806 Boeing 707 Internacional Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Manaus (Ponta Pelada) – Caracas – Miami
Varig 807 Boeing 707 Internacional Miami – Caracas – Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – Rio de Janeiro (Galeão)
Varig 870 Boeing 707 Internacional Rio de Janeiro (Galeão) – Manaus (Ponta Pelada) – México
Varig 871 Boeing 707 Internacional México – Panamá – Manaus (Ponta Pelada) – Rio de Janeiro (Galeão)
Varig 872 Boeing 707 Internacional Rio de Janeiro (Galeão) – Manaus (Ponta Pelada) – Bogotá – México
Varig 873 Boeing 707 Internacional México – Bogotá – Manaus (Ponta Pelada) – Rio de Janeiro (Galeão)
Vasp 190 Boeing 737-200 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão) – Recife – Fortaleza – Teresina – São Luís – Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Vasp 191 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Belém – São Luís – Teresina – Fortaleza – Recife – Rio de Janeiro (Galeão) – São Paulo (Congonhas)
Vasp 290 Boeing 737-200 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Manaus (Ponta Pelada)
Vasp 291 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – Rio de Janeiro (Galeão)
Vasp 292 Boeing 737-200 Doméstico Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Manaus (Ponta Pelada)
Vasp 293 Boeing 737-200 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – Rio de Janeiro (Galeão)
Vasp 380 Boeing 737-200 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Campo Grande – Cuiabá – Porto Velho – Manaus (Ponta Pelada) – Santarém – Macapá – Belém
Vasp 381 Boeing 737-200 Doméstico Belém – Macapá – Santarém – Manaus (Ponta Pelada) – Cuiabá – Campo Grande – São Paulo (Congonhas)
Vasp 384 Boeing 737-200 Doméstico São Paulo (Congonhas) – Campo Grande – Cuiabá – Porto Velho – Manaus (Ponta Pelada) – Santarém – Altamira – Belém
Vasp 385 Boeing 737-200 Doméstico Belém – Altamira – Santarém – Manaus (Ponta Pelada) – Porto Velho – Cuiabá – Campo Grande – São Paulo (Congonhas)
Vasp 750 Boeing 737-200 Cargo Doméstico São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Galeão) – Brasília – Recife – Belém – Manaus (Ponta Pelada)
Vasp 751 Boeing 737-200 Cargo Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – São Paulo (Congonhas)
Vasp 780 Boeing 737-200 Cargo Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Boa Vista
Vasp 781 Boeing 737-200 Cargo Doméstico Boa Vista – Manaus (Ponta Pelada)
Vasp 790 Boeing 737-200 Cargo Doméstico São Paulo (Congonhas) – Campinas – Cuiabá – Manaus (Ponta Pelada)
Vasp 791 Boeing 737-200 Cargo Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Brasília – São Paulo (Congonhas)
Varig 874 Boeing 727-100 Internacional Rio de Janeiro (Galeão) – Manaus (Ponta Pelada) – Bogotá
Varig 875 Boeing 727-100 Internacional Bogotá – Manaus (Ponta Pelada) – Rio de Janeiro (Galeão)
Taba 804 Fairchild FH-227B Doméstico Belém – Monte Alegre – Óbidos – Oriximiná – Parintins – Manués – Manaus (Ponta Pelada)
Taba 805 Fairchild FH-227B Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Maués – Parintins – Oriximiná – Óbidos – Monte Alegre – Belém
Taba 806 Embraer 110 Doméstico Parintins – Maués – Manaus (Ponta Pelada)
Taba 807 Embraer 110 Doméstico Manaus (Ponta Pelada) – Maués – Parintins

Recentemente recebeu seis novas pontes de embarque, além de duas já modernizadas anteriormente. O investimento foi de R$ 24 milhões e já garante mais conforto e eficiência nas operações de embarque e desembarque realizadas no terminal.

As novas pontes têm estrutura metálica com acabamento em vidro e atendem à legislação de acessibilidade. De acordo com o superintendente do aeroporto, Abibe Ferreira, as pontes também poderão otimizar operações das companhias aéreas como o fornecer ar-condicionado e eletricidade às aeronaves a partir do acoplamento às novas pontes. “Continuaremos apresentando, ainda neste ano, mais melhorias de modo que o conforto, a segurança e o aumento na satisfação sejam cada vez mais notados por todos que passam pelo nosso aeroporto”, destaca.

O terminal tem capacidade para atender a 13,5 milhões de passageiros ao ano. O aeroporto conta com um estacionamento de veículos com 100 mil m², em dois níveis para 2670 vagas. O número de balcões de check-in foi ampliado para 89 posições; o número de esteiras de restituição passou para 11, as esteiras de check-in, para 4, além de novos elevadores, escadas rolantes e pontes de embarque.

Fonte: Infraero editado por Aviação Brasil

Localidades atendidas e distribuição dos voos domésticos entre as companhias aéreas

Na tabela a seguir, na última linha, vemos qual empresa tem a maior participação na oferta de assentos do aeroporto. A primeira coluna da esquerda informa os destinos atendidos e quais empresas operam a rota. Na coluna da direita, em total geral, significa quais destinos tem a maior participação de voos/assentos a partir do aeroporto.